Seguidores

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Até quem não acredita em Astrologia, acredita nos Cavaleiros do Zodíaco.



No Japão, há somente uma palavra mais importante do que tecnologia: honra. E, como não poderia ser diferente, o autor dos mangás que deram origem ao animê, Masami Kurumada, natural de Tóquio, fundamentou toda a sua criação nessa questão tão vital para os japoneses, basicamente classificando os personagens como honrados (bons) ou desonrados (maus).



Camus (07/02) é o Cavaleiro de Ouro de Aquário.


Atenção contém spoilers (mas, fala sério, quem ainda não conhece essa saga?)


Na Saga do Santuário, dois dos heróis estão na casa de Gêmeos e o cavaleiro de ouro desta casa lança um deles a uma outra dimensão. Parece algo terrível, ficar vagando pela tal dimensão por toda a eternidade, mas, no fim das contas, o herói acaba indo parar algumas casas à frente, na de Libra. Lá, o Cavaleiro de Aquário aguarda por ele.


(E aí está mais uma demostração da atração que Libra exerce sobre Aquário, e vice-versa. Afinal, o que o Cavaleiro de Aquário estava fazendo na casa de Libra!?)


Se é apenas uma coincidência, ou se foi arquitetado pelo grande vilão da trama para que houvesse tal confronto, a saga não deixa claro, mas o herói que vai enfrentar o Cavaleiro de Aquário é mero pupilo do pupilo do cavaleiro de ouro. Ou seja, f**** pra ele.



O Cavaleiro de Aquário é um sujeito cruel e frio (literalmente!) e não passa recibo quando questionado pelo herói do porquê de ele não deixá-lo prosseguir em sua missão. Ele só dá duas opções: saia daqui ou lute comigo. Como era de se esperar, o herói não é páreo para o mestre de seu mestre e o cavaleiro de ouro o sepulta num esquife de gelo... 



... mas não sem antes ensinar-lhe uma importante lição:


(O que também poderia ser traduzido como: "sai da barra da saia da mãe e vira homem, porra!")


Mais adiante na trama, o herói retorna à ação com a ajuda de outro dos heróis, que o ressuscita com o calor de seu corpo, aninhando-se a ele (oi?), e pupilo e mestre voltam a se encontrar na casa de Aquário, desta vez, para o confronto final.



No fim, o Cavaleiro de Aquário queria apenas forçar o herói a despertar o seu sétimo sentido e fazê-lo alcançar o zero absoluto. Ele sacrifica a própria vida para guiar o herói na jornada de tornar-se um grande cavaleiro.



Qual é o seu cavaleiro de ouro preferido? Vote na enquete aí ao lado! 




ATENÇÃO!
Na Comic Con Experience 2016, que acontece logo mais entre os dias 1 a 4 de dezembro, em São Paulo, estarão em exposição todas as armaduras de ouro dos Cavaleiros do Zodíaco.




É uma ótima chance de ver as armaduras em tamanho real, e não apenas em figuras de ação.




Veja os cavaleiros de ouro dos outros signos:


Gêmeos


Peixes

Sagitário

Capricórnio

Câncer

Áries

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Aquarianos voam tão alto em seus sonhos que literalmente alcançam o céu.

ESPECIAL:

A incrível história da moça negra e pobre na preconceituosa América do início do século XX, que ousou desejar ser piloto de aviões... e conseguiu!



Bessie Coleman (26/01)


Era uma vez uma garotinha chamada Elizabeth (Bessie) que nasceu há muito muito tempo, em 1892, numa cabana de chão de terra batida em Atlanta, no Texas, como a décima criança entre os 13 filhos de George e Susan Coleman, lavradores analfabetos, filhos de escravos. Aos seis anos, Bessie caminhava cerca de 6 quilômetros todos os dias para estudar numa humilde escola para negros. Era boa aluna, destacando-se em leitura e matemática. Todos os anos, entretanto, os estudos eram interrompidos quando chegava a época da colheita de algodão, em que Bessie também trabalhava com a família.




Quando tinha 9 anos, seu pai, que era parte Cherokee, cansado com a segregação e barreiras raciais do Texas, deixou a família e voltou para o território indígena de Oklahoma, onde nascera. Susan e os irmãos mais velhos de Bessie assumiram o sustento da família, enquanto ela ficava em casa cuidando dos irmãos menores. Trabalhando como lavadeira, Bessie concluiu seus estudos secundários em uma Igreja Missionária Batista e, por volta de 1910, conseguiu juntar a quantia suficiente para um período numa faculdade de negros, a Oklahoma Colored Agricultural and Normal University. Mas, por não ter condições econômicas para prosseguir, Bessie foi obrigada a largar seus estudos. Cinco anos depois, ela se mudou para Chicago com seus irmãos mais velhos e foi trabalhar como manicure na barbearia White Sox, onde começou a escutar as histórias que os pilotos veteranos da Primeira Guerra contavam. Foi aí que ela foi fisgada pelo sonho de voar. Bessie arrumou um segundo emprego para juntar dinheiro mais rápido, com a intenção de se matricular numa escola de pilotos. 




Mas ela era negra e mulher. E, ainda por cima, tinha ascendência indígena. Nenhuma escola de pilotos nos EUA quis aceitá-la. Então, ela buscou o patrocínio de Robert S. Abbott, editor do jornal negro de maior circulação no país, o The Chicago Defender, e também de Jesse Binga, o fundador do primeiro banco particular negro de Chicago, e foi para a França. Lá, Bessie conseguiu tirar seu brevê em 1921, aos 29 anos.






Quando retornou ao seu país natal, tornou-se uma sensação apresentando-se em shows de acrobacias aéreas. Já uma celebridade, Bessie se recusava a se apresentar em qualquer local em que negros não fossem admitidos, e abriu um salão de beleza a fim de juntar dinheiro para comprar seu próprio avião.




Em 1926, na véspera de uma apresentação em que saltaria de paraquedas, Bessie fez um voo de reconhecimento. Ela não colocou o cinto de segurança, pois precisava olhar por sobre o cockpit para examinar o terreno lá embaixo. Com dez minutos de voo, o avião, que já havia dado inúmeros problemas, mergulhou subitamente e começou a rodopiar, e Bessie não conseguiu se segurar e foi arremessada, caindo de uma altura de 610 metros, morrendo instantaneamente. Seu mecânico e agente publicitário, William Wills, de 24 anos, que estava no avião, não conseguiu controlá-lo e a aeronave se espatifou e explodiu, matando-o também. Uma perícia apurou que a causa do acidente foi uma chave-inglesa usada para consertar o motor, que acabou escorregando para as engrenagens, travando-as. Bessie tinha 34 anos.





Ela foi a primeira pessoa negra (bem como a primeira de ascendência indígena) a se tornar piloto nos Estados Unidos e também a primeira pessoa negra a conseguir licença como piloto internacional.



"The air is the only place free from prejudices"









terça-feira, 18 de outubro de 2016

Curiosidade: representações do signo de Aquário na Arte. (1)


Giovanni Maria Falconetto: Sala dello Zodiaco (1520), Palazzo D'Arco, Mântua.




Jean-Auguste Dominique Ingres, "La Source" (1856).




Hunter Eddy, "Aquarius" (2009).




Fred Wessel, "Aquarius" (1985).




Baixo-relevo Art Déco em bronze niquelado na fachada de um edifício da década de 1930.




Carta celeste do astrônomo e ilustrador aquariano Johannes Hevelius (28/01):  "Aquário" (estrelas em ouro), século XVII.




"Le torrent" (1878), Urbain Basset. Miniatura em bronze da fonte de 2,5 metros instalada no Jardin de Ville, Grenoble. No jarro encontram-se gravados todos os signos astrológicos, exceto o de Aquário, que é representado pela própria estátua.




Signo de Aquário na parte norte da fachada principal da catedral de Amiens, França, construída entre 1220 e 1269.




Afresco do Palazzo della Ragione, Pádua, século XV.




"Memory block" da coleção zodíaco, de Sid Dickens.




Anel Cartier da coleção zodíaco (2011).




Broche Art Déco austríaco, década de 1920.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Da série A FOBIA DOS SIGNOS.

Aquarianos têm medo de quê? (1)

Interpretar a Vandinha de A Família Addams aos 11 anos parece que teve seu preço para a saúde mental da aquariana Christina Ricci (12/02).



Hoje em dia ela tem fobia de:

Esquilos da Mongólia



Tubarões (mas daqueles que saem de uma “porta mágica” que pode se abrir dentro de qualquer PISCINA)



E de plantas dentro de casa (pois, segundo a atriz, elas “são sujas”)



Veja fobias em outros signos:

Geminianos (1)

Geminianos (2)

Escorpianos

Librianos

Leoninos

Virginianos

Taurinos

Piscianos

Sagitarianos

Capricornianos

Cancerianos

Arietinos

CONHEÇA O NOVO 
BLOG DOS VIRGINIANOS!

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E VOCÊ SERÁ REDIRECIONADO:


domingo, 9 de outubro de 2016

Aquarianos são surpreendentes, imprevisíveis, mudam de rumo, seguem em várias direções. Mas tem aquelas exceções que fogem à regra e tomam... One Direction.



Harry Styles (01/02).

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Em 2016, Thelma & Louise, o road movie premiado com o Oscar de melhor roteiro original, completou 25 anos.

O filme – que se tornou emblemático para as feministas e é um indiscutível clássico, com suas perseguições automobilísticas e a dupla de sensuais foras-da-lei, armadas e sem nada a perder, dispostas a tudo para não retornarem às suas vidas sem perspectiva – teria alcançado o mesmo sucesso e funcionado tão bem se o duo de protagonistas não tivesse na tela uma química tão boa entre elas? E para isso muito contribuiu, sem dúvida, a natural e forte empatia entre aquarianos (Geena Davis, nascida em 21/01) e librianos (Susan Sarandon, nascida em 04/10)!

 



As duas atrizes mostram que ainda hoje isso é verdade, seja comemorando a autoria da primeira selfie (nos idos de 1991, com uma Polaroid!), no Twitter de Sarandon...



Ou sendo festejadas no Festival de Cannes e em programas de TV pelas “bodas de prata” da feliz união nas telas.